Donald Trump arquiteto da ordem do caos

Jerusalém se tornará um peso para o mundo.

De boas intenções, como diz aquele provérbio popular, o inferno está cheio, isto vale para aqueles que pensam que Donald Trump é um servo de Deus, por oficilizar que jerusalém deve se tornar a capital de Israel.

Para Martin Indyk, ex-enviado especial dos EUA para as negociações entre israelenses e palestinos e ex-embaixador americano em Israel, a lógica por trás da decisão de Trump é estritamente doméstica e pode ser facilmente explicada.

1475125094739.cached copy

“Foi um apelo à sua base cristã evangélica, pura e simplesmente”, diz Indyk, que é hoje vice-presidente da Instituição Brookings.

Para Indyk, a decisão sobre Jerusalém vai contra a ampla estratégia dos EUA para o Oriente Médio. “Os assessores dele tentaram ajustar [a decisão] à estratégia de pacificação, mas ela é muito desequilibrada para aliviar a ira palestina”, avalia.

Spiegel acrescenta que a atitude de Trump é como uma bomba no processo de paz na região e vai manchar a imagem de Washington no Oriente Médio e no mundo.

689

“É muito simbólico, especialmente porque a embaixada não será movida por muitos anos”, diz Indyk, referindo-se ao longo processo burocrático envolvendo uma transferência de sede diplomática. “Mas o conflito no Oriente Médio é repleto de símbolos.”

A decisão de Donald Trump  já começou a provocar furor, então se o objetivo era trazer paz, ela está bem distante de ser alcançada.

 

Anúncios

Donald Trump devolve Israel aos judeus

Mudança da embaixada foi um beijo de morte.

A mudança da embaixada de Israel de Telavive para Jerusalém para muitos foi um ato simbólico que revela que o relógio do fim adiantou alguns minutos.

171204114521-02-donald-trump-12-04-2017-large-169

Afinal de contas, teria sido este ato de Donald Trump de paz ou de Guerra, ele representa Deus ou o Diabo?

Muitos cristãos estão fazendo festa, mas ainda não sabemos que direção tomará este ato de Trump, já que alguns acreditam que foi mais o soar da primeira trombeta do apocalipse.

trump-israel